Marionetas

Ideias, referências e projetos sobre Marionetas

Breves Notas sobre o Teatro de Marionetas

José Ramalho trabalha como marionetista, ator, encenador e diretor artístico.
É pós-Graduado em Práticas Culturais para Municípios pela Universidade Nova de Lisboa, tem estudos Artísticos em Artes do Espetáculo e uma especialização em Estudos de Teatro, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, e tem ainda a Formação Teatral e em Teatro de Marionetas em Portugal e em França pelo Institut de la Jeunesse, Paris e École Superieure des Arts de la Marionnette, Charleville-Mézières.
Entre 1985-2010 assumiu as funções de marionetista, ator, encenador e diretor artístico nas marionetas de Lisboa.
Participou em espetáculos como “O Romance da Raposa", "Auto da Barca do Inferno", "Histórias de Hakim", "D. Quixote e Sancho Pança", "Auto da Índia", "História Trágico-Marítima", "A Travessia", "A Dama Pé-de-Cabra", "Histórias Contadas", "cid", "A Torre do Mar", "A Rua dos Fantasmas", "A Cidade da Harmonia", "O patafísico", "Cinderela Já Não Mora Aqui", "Separar é Contigo", "Contos do Mundo" e "Kama Sutra".
Foi encenador das óperas "O Retábulo de Mestre Pedro" de Manuel de Falla; "Geneviève de Brabant" de Erik Satie e "Così Fan Tutte" de Mozart, diretor de marionetas nas óperas “A Flauta Mágica” de Mozart, “As Guerras de Alecrim e Mangerona” de António José da Silva e “O Empresário” e ator-marionetista em televisão em programas como "Jornalinho", "Coentros e Rabanetes", "Segredos do Mimix", entre outros.
José Ramalho trabalha ainda como formador nas áreas da expressão dramática e plástica para profissionais, jovens e professores em Portugal, Espanha e Brasil.

fonte: https://www.artemrede.pt/v3/pt/projetos-e-iniciativas/arquivo/item/311-jose-ramalho.html